was successfully added to your cart.

Category Archives: O Mundo

raia_drogasil2

Setor de Farmácias investe em energia solar para diminuir custo de energia

Por | Eficiência Energética, Energia Solar Fotovoltaica, Mercado de Energias, O Mundo, Sistema de Energia Solar, Suntag Energy do Brasil | Sem comentários

O consumo mensal de eletricidade nessas farmácias, que ficam nas cidades de Belo Horizonte e Uberlândia, caiu pela metade, segundo a empresa

raia

Com sistemas de geração de energia solar instalados em 11 lojas em Minas Gerais, a Raia Drogasil economizou 69.000 reais nos últimos cinco meses.

O consumo mensal de eletricidade nessas farmácias, que ficam nas cidades de Belo Horizonte e Uberlândia, caiu pela metade, segundo a empresa.

Pelo projeto, a luz do sol é transformada em elétrica por usinas fotovoltaicas fornecidas pela Axis Renováveis.

As duas empresas assinaram um contrato de 12 anos. Até o fim desse período, a Raia Drogasil deve poupar cerca de 850.000 reais com gastos com energia nas unidades em que os sistemas já estão instalados.

O parque tem capacidade para abastecer o equivalente a 158 residências por mês.

“Ele terá capacidade mensal de produção de 27.836 kWh de energia, evitando a emissão de 47 toneladas de CO2 na atmosfera por ano”, diz em nota Rodrigo Marcolino, sócio da Axis.

O plano é estender a iniciativa para outras lojas da Raia Drogasil.

“Nosso objetivo vai além da redução de custos, queremos também diminuir tudo aquilo que impacta o meio ambiente”, afirma Milton Alvim, diretor de engenharia e manutenção da empresa.

Paralelo a esse programa, a companhia instalou aparelhos que otimizam o fluxo de energia elétrica em 700 de suas unidades. Com eles, conseguiu uma redução de 14% no consumo de energia nos últimos oito meses.

Presente em 18 estados, a rede tem hoje cerca de 1.330 pontos de venda no país.

Nos últimos 12 meses findos em junho, ela teve uma receita bruta de 10,6 bilhões de reais. A companhia é líder no setor, tanto em faturamento, quanto em número de unidades.

Fonte: Revista Exame

MAcron

Macron discursa durante conferência sobre energia solar, ao lado do premiê indiano

Por | Eficiência Energética, Energia Solar Fotovoltaica, Mercado de Energias, O Mundo, Sistema de Energia Solar, Suntag Energy do Brasil | Sem comentários

O presidente da França, Emmanuel Macron, abriu neste domingo, ao lado do primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, a conferência de fundação da Aliança Solar Internacional (ISA), com o objetivo de conseguir avanços concretos no desenvolvimento desse tipo de energia entre os países-membros.

Macron fez um discurso para as delegações de 47 países que farão parte da organização e para 23 chefes de Estado presentes no evento de abertura em Nova Délhi. A aliança busca que as nações desenvolvidas transfiram tecnologia e financiem o desenvolvimento da energia solar em regiões mais pobres do mundo.

“Junto ao primeiro-ministro Modi, gostaria que todos os que tomem a palavra hoje façam anúncios concretos sobre como vão desenvolver a energia solar em seus próprios países. Estamos obsessivos com resultados concretos”, enfatizou Macron.

Durante seu discurso, o presidente francês se comprometeu a destinar 600 milhões de euros para projetos através da Agência Francesa de Desenvolvimento, elevando a quantia reservada para a cooperação no órgão para 1 bilhão de euros até 2022.

 ISA, que conta com o apoio do Banco Mundial, procura mobilizar até US$ 1 trilhão até 2030 para projetos solares. Para isso, no entanto, Macron disse ser necessário o apoio da iniciativa privada.

Modi destacou a importância de tornar a tecnologia disponível para os países mais pobres, e afirmou que é necessário fornecer financiamento para essas nações em condições favoráveis.

O objetivo da aliança é reunir os 121 países situados entre os trópicos de Câncer e de Capricórnio que tem mais de 300 dias de luz solar ao ano no projeto. Até agora, 61 já se uniram ao bloco e 32 ratificaram o acordo, explicou o primeiro-ministro da Índia.

A ISA foi promovida pela Índia e apoiada pela França em novembro de 2015, dentro das discussões da Cúpula do Clima de Paris (COP21).

 

Fonte: Uol Economia

A Powerchina planeja investir em energia solar no estado brasileiro de Mato Grosso

Por | Building Integrated Photovoltaics, Eficiência Energética, Energia Solar Fotovoltaica, Mercado de Energias, Mobiliária Público, O Mundo, Sistema de Energia Solar, Suntag Energy do Brasil | Sem comentários

O desenvolvedor chinês de infraestrutura de energia, que já está construindo uma linha de transmissão no norte do estado, planejava construir várias instalações solares em larga escala em toda a região, sendo que o primeiro deles exigirá um investimento de mais de US $ 300 milhões.

O governo do estado brasileiro de Mato Grosso anunciou que a Sepco1 Construções do Brasil Ltda, que é uma unidade de energia hidrelétrica chinesa, energia térmica, energia renovável e desenvolvedora de infraestrutura, a Powerchina, está planejando construir um número não especificado de energia solar de grande escala plantas em toda a região nos próximos anos.

A unidade do grupo chinês, já com sede em Vera, no norte do estado – onde já está construindo uma linha de transmissão que liga as cidades de Cláudia e Paranatinga – visa investir cerca de 1 bilhão de reais (US $ 307 milhões) primeiro parque solar no estado, afirmou o governo em seu comunicado de imprensa. Não foram fornecidos detalhes mais técnicos e financeiros sobre os projetos.

O governador de Mato Grosso, Pedro Taques, enfatizou, no entanto, que diferentes empresas chinesas estão planejando investir cerca de 5 bilhões de BRL (cerca de US $ 1,5 bilhão) em projetos de energia solar e biomassa no estado nos próximos cinco anos.

Um deles é o CED Prometheus, que no início de fevereiro assinou acordo com a Taques para construir outro projeto de PV de US $ 300 milhões na prefeitura da Chapada dos Guimarães. O projeto pretende fornecer energia para a indústria local, o governo do estado disse na época, sem especificar se ele participará de leilões ou vender eletricidade através de PPAs particulares – uma opção ainda considerada inviável pelo setor solar brasileiro.

De acordo com Rodrigo Sauaia, presidente da associação solar brasileira AB Solar, ainda há dois desafios principais no segmento privado de PPA solar: competição direta com projetos de outras fontes, como as usinas hidrelétricas antigas e já amortizadas, que podem oferecer preços mais competitivos ; e a dificuldade de encontrar financiamento para PPPs, cujos prazos no Brasil variam entre dois e cinco anos.

Esse período de tempo é extremamente curto para o ciclo de investimento de uma planta fotovoltaica.

 

Fonte: PV Magazine

Carnaval Bloco Conta Quase Zero

Venha para o Bloco Conta Quase Zero e deixe de pagar altas contas de energia

Por | Eficiência Energética, Energia Solar Fotovoltaica, Kit Solar Fotovoltaico, Mercado de Energias, O Mundo, Sistema de Energia Solar, Suntag Energy do Brasil | Sem comentários

Instale um sistema solar fotovoltaico em sua empresa e residência e reduza ate 95% do valor da conta de energia elétrica. Fique livre das bandeiras Vermelhas e Amarela, dos aumentos de energia, e da preocupação de economizar energia.

É limpa e renovável. É inesgotável. É para vida toda.

Solicite um orçamento sem compromisso.

Para Comércio, Indústrias Residências, Plantas Agrícolas, etc.

0800 025 2595  /21 2480-0563

atendimento@suntag.com.br

www.suntag.com.br

 

 

Sofar Solar 1

Inversores Sofar Solar – Distribuidor Oficial no Brasil

Por | Energia Solar Fotovoltaica, Inversor Solar Fotovoltaico, Mercado de Energias, O Mundo | Sem comentários

A Suntag Energy do Brasil em sua visita à China, fechou mais um contrato de Distribuição com uma das maiores plantas industriais do país.   Os inversores Sofar Solar possuem certificação de qualidade européia de qualidade e são utilizados em diversos países do mundo.

SINGLE PHASE SERIES:

1-3kw single phase1-3kW ( single phase with single MPPT ) : including 1100TL / 1600TL / 2200TL / 2700TL / 3000TL

3-6kW ( single phase with dual MPPT ) : including 3000TLM / 3680TLM / 4000TLM / 4600TLM / 5000TLM / 6000TLM 

NEW 3-6kW ( single phase with dual MPPT ): including 3KTLM-G2 / 3.6KTLM-G2 / 4KTLM-G2 / 4.6KTLM-G2 / 5KTLM-G2 / 6KTLM-G2

 

THREE PHASE SERIES:

4-12kw three phase4-12kW ( three phase ): 4.4KTL-X / 5.5KTL-X / 6.6KTL-X / 8.8KTL-X / 11KTL-X / 12KTL-X

10-40kW ( three phase ): including 10000TL / 15000TL / 17000TL / 20000TL

50-70kW ( three phase ): including 50000TL / 60000TL / 70000TL

 

ENERGY STORAGE SYSTEM:

New 3-6kW-SOFARSOLARME3000-SP

Suntag - NOticia Absolar 1

MME apresentou ontem uma proposta de programa nacional para o desenvolvimento do setor solar fotovoltaico brasileiro

Por | Eficiência Energética, Energia Solar Fotovoltaica, Mercado de Energias, O Mundo, Sistema de Energia Solar, Suntag Energy do Brasil | Sem comentários

Os dirigentes da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (ABSOLAR) se reuniram ontem, terça-feira (17/10), com o Ministro das Minas e Energia, Fernando Coelho, para apresentar proposta de programa nacional para o desenvolvimento do setor solar fotovoltaico brasileiro.

Para o presidente da associação, Rodrigo Sauaia, “a fonte solar fotovoltaica atravessa forte expansão no mundo, porém enfrentou obstáculos no Brasil nos últimos dez anos, que prejudicaram seu crescimento, deixando o país com 15 anos de atraso no desenvolvimento do setor.”

Sauaia destaca que “para recuperar o tempo perdido e acelerar o desenvolvimento desta fonte renovável, limpa, sustentável e de baixo impacto ambiental em nosso país, a ABSOLAR traz ao Governo Federal uma proposta estruturada de programa nacional para o setor”.

Na última década, países em desenvolvimento, como China, Índia e África do Sul, bem como nações desenvolvidas, como Alemanha, Japão, EUA, Reino Unido, França, Espanha, Itália, Canadá e Austrália, lançaram programas nacionais para o aproveitamento da energia solar fotovoltaica.

Tais programas criaram imenso valor às economias destes países, fomentando investimentos privados de bilhões de dólares e gerando milhares de empregos qualificados para a população local.

Adicionalmente, as medidas contribuíram para diversificar as matrizes elétricas das nações, aumentando a participação desta fonte renovável na matriz e reduzindo as emissões de gases de efeito estufa, material particulado e uso de recursos hídricos para o atendimento da demanda por energia elétrica de suas populações.

“Com a proposta preparada em conjunto com o setor, buscamos posicionar o país como um protagonista na geopolítica do setor solar fotovoltaico internacional, tornando a energia solar fotovoltaica um vetor de progresso econômico, social, ambiental e estratégico ao Brasil, efeito já observado nos principais países em desenvolvimento e desenvolvidos do mundo”, esclarece Sauaia.

As recomendações da ABSOLAR foram organizadas em ações para o desenvolvimento do mercado (segmentos de geração centralizada e geração distribuída) e da cadeia produtiva do setor, incluindo temas como a contratação anual de 2 gigawatts (GW) de usinas solares fotovoltaicas por meio de leilões de energia elétrica, uma meta nacional de 1 milhão de telhados solares fotovoltaicos em residências, comércios, indústrias, edifícios públicos e na zona rural, a abertura de linhas de financiamento competitivas para pessoas físicas e uma política industrial para reduzir preços de equipamentos nacionais aos consumidores.

“O Brasil possui um dos melhores recursos solares do mundo, responsável pela geração de enormes riquezas no setor do agronegócio, mas ainda pouco aproveitado no setor elétrico. Com um programa objetivo e eficaz para desenvolver este setor, o País poderá se tornar um dos dez maiores mercados fotovoltaicos do planeta ao longo de poucos anos. Hoje, já somos referência em energia hidrelétrica, biomassa e eólica. Não podemos ficar para trás na fonte solar, considerada uma das fontes mais estratégicas no século XXI pelo setor elétrico internacional”, aponta Sauaia.

Fonte de Informação: ABSOLAR – Site

SUNTAG Capa Facebook 2016 1

O programa para expansão dos telhados solares será lançado em 8 de dezembro

Por | Eficiência Energética, Energia Solar Fotovoltaica, Mercado de Energias, O Mundo, Sem categoria, Sistema de Energia Solar, Suntag Energy do Brasil | Sem comentários

O programa será lançado no RE-INVEST 2017, Índia, em 8 de dezembro. O evento realizará várias outras sessões, incluindo o lançamento da International Solar Alliance (ISA). O primeiro-ministro indiano Narendra Modi e o presidente francês, Emmanuel Macron, provavelmente participarão da cerimônia de fundação da ISA.

International Solar Alliance (ISA) elaborou um dos seus primeiros esquemas, chamado ISA Program 4: Scaling Rooftop Solar, que será lançado no dia 8 de dezembro na 2ª edição da Reunião e Exposição de Investidores da Global Renewable Energy (RE) INVEST 2017), realizada entre 7 a 9 de dezembro.

O objetivo do programa será trabalhar para a rápida implantação e ampliação da energia solar no telhado (tanto fora da rede como conectada à rede) em busca dos objetivos da Declaração de Paris, 2015.

O programa é definido por cinco anos, desde a data de lançamento até 2022.

O programa abrangerá todos os segmentos possíveis do telhado: C & I, residencial e outros, em 121 países candidatos da ISA, incluindo estados insulares com o apoio de países membros da ISA, países parceiros e outros países.

O rascunho foi atualizado por ocasião do levantamento de cortinas da cerimônia de fundação RE-INVEST 2017 e ISA, presidida pelo ministro da MNRE, RK Singh.

Na ocasião, Praveen Kumar, Secretário Adicional, MNRE foi informado sobre as sessões que serão realizadas no evento. Em 7 de dezembro, vários estados indianos mostrarão suas iniciativas políticas. Haverá também uma sessão especial sobre como a cesta de energia da Índia pode parecer em 2030. O segundo dia terá sessões técnicas sobre financiamento inovador, mobilidade elétrica, soluções de armazenamento de eletricidade e renováveis ​​híbridas.

O RE-INVEST 2017 também fornecerá uma plataforma para revisar os compromissos assumidos em 2015 pela indústria, bancos, fabricantes, etc. A indústria e os desenvolvedores comprometeram-se por 293 GW de energias renováveis ​​e, contra isso, a capacidade de 39,3 GW foi encomendada ou está em execução. Uma promessa financeira adicional de INR 4 trilhões (US $ 62 bilhões) pelos bancos também foi sancionada.

Globo terrestre

Pesos pesados ​​políticos
À margem do RE-INVEST 2017, a Cerimônia de fundação da ISA e da Cúpula Solar foi agendada para 8 e 9 de dezembro. O primeiro-ministro da Índia, Narendra Modi, o presidente da França, Emmanuel Macron, e o secretário-geral das Nações Unidas, Antonio Guterres, estão agendados para participar do evento. Todos os países candidatos da ISA estão convidados a participar.

O MNRE anunciou que o último dia do evento começará com o Plenário Ministerial da ISA, seguido de um roteiro para alcançar a Visão e Missão da ISA, bem como uma sessão sobre Financiamento da ISA. Posteriormente, as sessões de países com a Austrália, U.K., França, EUA e Alemanha foram planejadas. Um Conclave Corporativo também foi planejado no último dia. Este conclave contará com a presença de CEOs das empresas Fortune 500.

O embaixador da França na Índia, Alexandre Ziegler, disse que o ISA foi concebido como uma organização orientada para a ação e reúne países com um rico potencial solar para agregar demanda global de energia solar, reduzindo assim os preços, facilitando a implantação de tecnologias solares existentes em escala e promoção da I & D e capacidade colaborativa solar. “A França está empenhada em apoiar a Índia nesse esforço, e as empresas francesas estão ansiosas para investir no setor de RE indiano”, acrescentou Ziegler.

Upendra Tripathy, DG provisória, a ISA afirmou que o ISA já começou a funcionar como uma organização de fato e o Acordo ISA até agora foi assinado por 41 países, dos quais 11 depositaram instrumentos de ratificação. Mais quatro países confirmaram a ratificação. Após o depósito e aceitação do 15º instrumento de ratificação, o Acordo ISA entrará em vigor e a ISA se tornará uma organização baseada em tratados.

Fonte de Informação: PV Magazine – Site

Em um Brasil ensolarado, por que a energia solar é subaproveitada?

Por | Eficiência Energética, Energia Solar Fotovoltaica, Mercado de Energias, O Mundo, Sistema de Energia Solar, Suntag Energy do Brasil | Sem comentários

Quando o assunto é geração de energia elétrica através do sol, todos devematlas_2 imediatamente pensar no Nordeste brasileiro, lugar com tamanha abundância dessa fonte de energia, onde segundo registra o 2º atlas brasileiro de energia solar, feito pelo INPE, os índices de irradiação solar direta na superfície da região são os mais elevados e com a menor variabilidade interanual do país.

Por que a solução pareça estar tão longe de ser uma realidade?

Em leilões feitos pela ANEEL, a região do Nordeste é a principal escolha das empresas para construir usinas solares centralizadas, de grandes potências.  Já foram realizados R$ 10 milhões de investimentos e novas 56 usinas serão construídas nos próximos anos, mas o grande problema é a linha de transmissão, que não são suficientes para escoar a energia gerada no Nordeste.

Segundo o ministério de minas e energias, novo leilão para construção de linhas de transmissão deverá ocorrer até o fim desse ano. Serão investidos quase R$ 9 bilhões para construção de 4,9 mil quilômetros de linhas para escoamento da energia.

Mas, e nas nossas casas, empresas, indústrias?  Por que a geração distribuída anda a passos tão lento?

Quando falamos em geração distribuída, onde cada um, cliente das distribuidoras, pode ter a sua própria usina solar, e gerar energia limpa, renovável e muito mais barata, podemos dizer que fizemos alguns pequenos progressos.

Embora 21 estados e o Distrito Federal já isentem o ICMS sobre a energia gerada, aderindo ao Convênio ICMS 16/2015, percebemos grande atraso no crescimento da geração distribuída. Veja alguns impasses

  • A tecnologia que ainda possui um custo inicial relativamente alto, resultante de equipamentos em sua maioria importados.
  • As taxas de juros elevadas para a pessoa física, com média de 1,8% ao mês contra 0,75% para pessoa jurídica.
  • O acesso a linha de financiamento é bem difícil, com tempo de espera médio de 6 meses para conseguir um financiamento em banco público.
  • A Região Nordeste tem uma linha de financiamento do Banco do Nordeste, mas que é destinada somente aos produtores rurais.

Podemos perceber que ser houver maior incentivo dos governos federais e estaduais, todo o Brasil poderá usufruir dessa energia que está pronta para mover o mundo.

Como a Suntag Energy do Brasil tem conseguido ajudar ao nosso cliente a conquistar sua usina solar fotovoltaica?

Realizamos a venda, o projeto, a importação, a instalação, a garantia, e facilitamos juntos aos grupos financeiros públicos e privados, o financiamento em até 10 anos para pessoa jurídica e até 4 anos para pessoa física.

Estamos sempre na frente buscando parcerias que proporcionem parcelas que caibam na economia conquistada pela instalação do sistema e que a primeira parcela vença somente após a usina instalada e a economia comprovada.

www.suntag.com.br

0800 025 2595

Suntag Logo 6x6cm

Suntag - o&G techweek 2017

A Suntag estava presente na O&G Techweek 2017

Por | Eficiência Energética, Energia Solar Fotovoltaica, Mercado de Energias, O Mundo, Suntag Energy do Brasil | Sem comentários

A Suntag Energy do Brasil, cumprindo seu compromisso de trazer para seus clientes todo conhecimento e experiência em energia, esteve presente no evento pioneiro no Brasil lançado pelo IBP (Instituto Brasileiro de Pesquisa),  focado nas tecnologias do futuro voltadas para o setor de óleo e gás: a O&G TechWeek.
O evento acontece no Museu do Amanhã, no Centro do Rio de Janeiro, paralelamente ao Rio Automação 2017, tradicional congresso sobre o assunto, que será realizado ao lado, no RB1, e terá sinergias de temáticas e programação.

  f5793334-4eac-43b9-a6b2-1905ce989434 images (1)